30% DO FUNCIONAMENTO DE ACADEMIAS, CLUBES E SIMILARES SERÃO RETOMADOS EM FORTALEZA

Por meio de negociações com o Grupo de Trabalho de Retomada do Governo do Estado, CREF5 e Sindfit conquistaram a reabertura das academias ainda na quarta fase

Mais uma conquista para os profissionais de Educação Física. Após inúmeras reuniões de negociações com o Governo do Estado, por meio do Grupo de Retomada Econômica, o Conselho Regional de Educação Física da 5ª Região (CREF5-CE) e o Sindicato das Empresas de Condicionamento Físico do Estado do Ceará (Sindfit) conquistaram a reabertura das academias, clubes e similares, na cidade de Fortaleza, a partir desta segunda-feira, dia 27 de julho. De acordo com o decreto estadual, divulgado no sábado, 25 de julho, estão autorizadas as atividades físicas nesses espaços desde que restritas a 30% da capacidade de atendimento do local e seguindo todas as medidas de segurança previstas no protocolo geral, divulgado no decreto do dia 18 de julho, e as medidas no protocolo setorial, disponíveis também no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho.

Ainda segundo o decreto, também está autorizada, em Fortaleza, a utilização, em condomínios verticais ou horizontais, de espaços reservados a academias, mas também restrita a 30% da capacidade total. Continuam autorizadas na capital a prática esportiva individual de corrida, sendo vetados pelotões e aglomerações, e a prática esportiva individual e os serviços de assessorias esportivas. O decreto prevê ainda o isolamento social por todo o Estado, até o dia 2 de agosto. No que se refere ao Interior do Estado, o isolamento social é recomendado de forma mais rígida e restritivas nos municípios na Região do Cariri. Os municípios da Região Norte continuam na fase 1 e a Região Sertão Central e do Litoral Leste/ Jaguaribe ingressarão na fase 2, em que ficam autorizadas a prática esportiva individual de corrida, sendo vetados pelotões e aglomerações e a prática esportiva individual e os serviços de assessorias esportivas, desde que praticadas em ambiente privado, não comercial, ao ar livre (sem cobertura), com todos os requisitos sanitários de segurança. As academias não estão autorizadas na fase 2.

“Cerca de 1.800 academias no Estado do Ceará foram profundamente impactadas pela paralisação das atividades por conta da covid-19. Estamos muito contentes com a conquista da flexibilização da reabertura de academias e similares. Continuaremos as negociações para que, no segundo momento, alcancemos 50% do funcionamento e, posteriormente, que todo o percentual de Fortaleza seja atendido. Continuamos tratando com o Governo do Estado para que, com os mesmos protocolos de biossegurança entregues pelo CREF5, possamos abrir as academias no Interior do Estado, passo a passo, conforme as fases negociadas já para Fortaleza”, explica o presidente do CREF5, Jorge Henrique Monteiro. De acordo com ele, as negociações só têm sido possíveis devido à interlocução do vereador Benigno Junior, do deputado estadual Evandro Leitão e do superintendete do Centro de Formação Olímpica (CFO), Adriano Loreiro. Além de, como citou, o apoio secretário do Esporte e Juventude, Rogério Pinheiro, do secretário do Planejamento e Orçamento, Flávio Ataliba, do prefeito Roberto Cláudio e do governador, Camilo Santana.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support