CREF5 PEDE RETORNO IMEDIATO DA PRÁTICA DA ATIVIDADE FÍSICA EM AMBIENTES PÚBLICOS E PRIVADOS

Após várias reuniões sistemáticas com o Grupo de Trabalho de Retomada do Governo do Estado, o Conselho Regional de Educação Física da 5ª Região (CREF5-CE) encerrou ontem, dia 18 de junho, mais uma etapa de negociações com os representantes do poder estadual. Desde o início do isolamento social no Estado, em março, o CREF5, junto com outras entidades que representam o setor, mantiveram diálogo, apresentaram dados científicos e epidemiológicos, no sentido de sensibilizar o Governo Estado para que a atuação do profissional de Educação Física seja considerada como serviço essencial, além da necessária liberação da prática regular do exercício físico, seja em ambientes públicos ou privados, como academias, clubes e similares.

“Hoje somos mais de 1700 estabelecimentos, somos mais de 13 mil profissionais registrados no CREF5 que estão preparados, e qualificados, para a retomada da oferta da atividade física à população com segurança. Entregamos um protocolo de trabalho que, como o próprio GT, é irrepreensível. Entregamos, ainda, documentos com informações científicas densas que mostram as consequências de um não retorno das atividades física de orientação de prática de atividade física para a saúde. Contamos com a sensibilidade do governador, no sentido de entender que o profissional de Educação Física é o maior aliado do Estado na prevenção, promoção e tratamento de saúde da população”, explica a vice-presidente do CREF5-CE, Andréa Benevides.

Além do CREF5, as entidades do setor, como a Associação Cearense de Personal Trainers (ACEPT), a Associação das Assessorias Esportivas E atividades ao ar livre do Ceará (AEAF-CE) e a Associação dos Profissionais de Educação Física do Estado do Ceará (APEFICE) também participaram do encontro. Em paralelo à reunião com o GT de Retomada, o presidente do CREF5, Jorge Henrique Monteiro, também manteve realizados reuniões virtuais frequentes com o vereador Benigno Júnior; o superintendente do Centro de Formação Olímpica, Adriano Loureiro; além do diálogo e apoio constante do deputado estadual, Evandro Leitão, e do secretário da Secretaria de Esporte e Juventude (Sejuv), Rogério Pinheiro. “Em todo esse tempo, nossa intenção foi dar subsídios para que o Estado avaliasse a importância de os profissionais de Educação retomarem suas atividades laborais, obedecendo todos os requisitos de segurança indicados pelas autoridades. Entendemos que a atividade física é essencial para saúde da população. Estamos confiantes de que encontraremos, juntos com o Governo do Estado, uma formar de tornar isso viável e garantir que os profissionais voltem a trabalhar”, pondera o presidente do CREF5-CE.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support