CREF5 protocola notícias-crime contra exercício ilegal da profissão nas redes sociais

Em tempo de pandemia, uma solução para se manter ativo fisicamente é praticar aulas on-line. Porém, mesmo no ambiente virtual, como nas redes sociais, a prescrição e a orientação dos treinos precisam ser realizadas por profissionais de Educação Física habilitados e registrados no Conselho Regional de Educação Física (CREF). Caso contrário, a atuação pode se configurar como exercício ilegal da profissão.

No Estado do Ceará, o Conselho Regional de Educação Física da 5a Região (CREF5-CE) protocolou, na última sexta-feira (24), na Superintendência da Polícia Civil, 15 notícias-crimes por conta de exercício ilegal da profissão, flagrados nos meses de março e abril. Os notificados são todos da cidade de Fortaleza.

De acordo com o presidente do CREF5, Jorge Henrique Monteiro, a prescrição e a orientação de atividades de condicionamento físico, mesmo de forma online, devem ser feitas por profissionais e empresas devidamente registradas no Sistema CONFEF/CREFs. “A sociedade precisa estar vigilante quanto isso e denunciar. A prática, se não for orientada pro profissionais habilitados e registrados, pode gerar sérios problemas de saúde”, alerta.

A empresa ou pessoa física que realiza prescrição ou orientação de exercícios físicos, sem integrar o referido Sistema, está infringindo o Art. 47 do Decreto Lei 3688/41, exercendo ilegalmente a profissão de Educação Física.

As denúncias, mesmo em época de isolamento social, podem ser realizadas pelos e-mails: fiscalizacaocref5@cref5.org.br; denuncia@cref5.org.br ou pelo whats app (085) 99998.7900, das 9h às 17 horas.

NederlandsEnglishFrançaisDeutschItalianoPortuguêsРусскийEspañol
Skip to content