NOTA AOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOBRE O RETORNO DAS ATIVIDADES FÍSICAS

Apesar da conquista, para a segunda fase, da liberação dos treinos individuais ao ar livre e da necessidade de que sejam orientados por profissionais registrados no CREF, o Conselho Regional de Educação Física da 5ª Região (CREF5-CE) antecipa que continuará as negociações com o Grupo de Trabalho de Retomada do Governo do Estado. Isso porque, as demais cidades do Estado não foram contempladas no decreto estadual do último sábado (20), em qualquer modalidade da prática esportiva, e nem a prática em espaços os privados comerciais, como academias, clubes e similares, prevista apenas para a quarta fase do plano. O CREF5 entregou ao GT de Retomada do Estado um protocolo de trabalho, com dados científicos e epidemiológicos, que mostra como a atuação profissional pode voltar a acontecer com segurança, os benefícios e as consequências da interrupção da prática da atividade física para saúde. O CREF5 entende que o setor, que conta com mais de 1700 estabelecimentos e mais de 13 mil profissionais registrados no CREF5, está preparado e qualificado para a retomada da oferta da atividade física à população com segurança. O CREF5 reforça que profissional de Educação Física é o maior aliado do Estado na prevenção, promoção e tratamento de saúde da população.

RETORNO DAS ATIVIDADES FÍSICAS:
LOCAIS PERMITIDOS

Pelo decreto, a prática esportiva individual
fica permitida, desde que:
– Orientada por um profissional devidamente registrado no CREF ou empresas legalmente constituídas;
– Seja de forma individual e praticada em ambiente privado, não comercial, aberto ao ar livre (sem cobertura), com controle de acesso, a exemplo de quadras poliesportivas sem cobertura, estacionamentos privados ou terrenos adaptados.
– As atividades não sejam desenvolvidas nas áreas como praias, parques, praças e calçadões;
– As atividades devem ser feitas com o uso de máscara.

PRÁTICA DE CORRIDA

– As corridas individuais estão permitidas, desde que sejam nas vias públicas, próximas à residência do praticante, limitada ao raio de 2km, sendo vetados pelotões e aglomerações;
– As atividades devem ser feitas com
o uso de máscara.

ORIENTAÇÕES SANITÁRIAS

– A prática das atividades físicas devem observar as medidas sanitárias;
– Deve ser feito o uso de máscara pelo profissional e pelo praticante, uso de luvas látex para manuseio do material pelo profissional, uso do álcool em gel e sabão, além de agendamento por horário (limitado por uma hora) e distância de pelo menos 5 metros de outro praticante, não haver contato físico ou compartilhamento de equipamentos para evitar a transmissão do vírus;
– O decreto não contempla academias, clubes e similares.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support