Proposta para que a abertura das academias aconteça a partir do dia 12 de abril

Após reuniões com entidades representantes do setor de Educação Física, Vigilância Sanitária e o Grupo Técnico do Governo do Estado, o Conselho Regional de Educação Física da 5a Região (CREF5-CE) finalizou, nesta quarta-feira, 7 de abril, a proposta, enviada para o Governo do Estado, para reabertura dos estabelecimentos de prática e assessoria de atividades físicas em espaços públicos, privados ao ar livre e em ambientes fechados, como academias, clubes, centros de ginástica e estabelecimentos similares.

A proposta é para que a abertura aconteça a partir do próximo dia 12. Isso porque, os espaços fechados para prática da atividade física estão sem funcionar desde o início do lockdown em Fortaleza, no último dia 5 de março.

A solicitação vem após quase um mês de a lei, que torna a atividade física essencial em Fortaleza, ser sancionada pelo prefeito José Sarto Nogueira. Agora, a lei está em processo de regulamentação. Por todo o Estado, há um movimento, provocado pelo CREF5, junto com os vereadores, para votação da lei nas câmaras municipais. Em Capistrano, por exemplo, a lei já foi regulamentada e as academias reabriram, no dia 24 de março.

“O setor de profissionais e empresas de prestação de serviço na área da prática de atividade física estão sendo altamente impactados economicamente. Devido aos muitos cancelamentos e pausa de planos por parte dos usuários, redução nas novas vendas e matrículas, foi necessário fazer algumas mudanças para encontrar o equilíbrio entre receitas e despesas e reduzir custos, o que incluiu a redução de funcionários e colaboradores. Muitos vêm sofrendo fortemente o impacto do fechamento anunciando o término de suas atividades”, reforça um trecho do ofício.

Skip to content