RECOMENDAÇÕES PARA OS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA RETOMADA DOS SERVIÇOS EM ATIVIDADES FÍSICAS, ESPORTE E EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

O exercício profissional em Educação Física deve reafirmar permanentemente o seu caráter essencial na prevenção de doenças e na promoção e recuperação da saúde da população. Dessa forma, reafirma-se a importância social desses profissionais no contexto da prevenção de riscos e mitigação dos efeitos nocivos à saúde advindos da pandemia da COVID-19.

Com o passar do tempo e o desejado declínio das taxas de contaminação da COVID-19 no Brasil, vislumbra-se a retomada progressiva, ou o retorno pleno dos serviços em atividades físicas, esporte e também nas aulas de Educação Física na Educação Básica. Contudo, e em qualquer situação, esses serviços precisarão acontecer de forma organizada, precedidos de orientações sistematizadas para os profissionais e os usuários e serem assumidos por todos, de forma convergente em termos de princípios, comportamentos, atitudes e decisões. Nesse sentido, o documento “COVID-19 Recomendações para os profissionais de Educação Física na retomada dos Serviços em Atividades Físicas, Esporte e Educação Física Escolar” insere-se no conjunto maior de medidas protetivas que o atual momento impõe a todos os brasileiros, em especial aos profissionais da área da saúde.

Particularmente, as recomendações aqui sugeridas têm como objetivo primordial reforçar a segurança do profissional de Educação Física, independentemente do ambiente onde realize o seu exercício profissional. Porém, mais do que nunca, esse profissional deve exercer o seu papel de agente de saúde, reforçando a necessidade dos usuário dos seus serviços cumprirem as medidas de segurança para evitar a transmissibilidade da COVID-19.
Para produzir este documento foram analisadas as orientações e a informações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde, além de outras fontes de consulta relacionadas ao tema COVID-19 e Atividade Física, Esporte e Educação Física Escolar.

As publicações dos Conselhos Regionais de Educação Física também agregaram contribuições importantes a este documento, dando-lhe caráter nacional.
O Grupo de Trabalho de Redação do CONFEF, responsável pela organização deste documento, espera que as recomendações aqui reunidas tenham ampla divulgação e contribuam para que o exercício profissional em Educação Física continue sendo realizado com segurança e qualidade, atendendo aos preceitos da biossegurança.

CLIQUE AQUI E LEIA O DOCUMENTO

 

NederlandsEnglishFrançaisDeutschItalianoPortuguêsРусскийEspañol
Skip to content